domingo, 15 de janeiro de 2012

Quebrando os estereótipos


Eu sei que eu deveria seguir todos os estereótipos impostos por eles, que deveriam andar igual a eles, vestir-me igual a eles, fazer o que eles fazem. Eu deveria ser um bom menino e obedecer todas regras. Mas eu não escolho o que pensar e como pensar, desculpa se eu penso. Eu não sei fazer algo sem perguntar o porquê. Sinceramente, eu não nasci para aceitar, eu nasci para questionar.


E-mail Del.ici.ous BlogThis! Technorati Compartilhe no Twitter StumbleUpon Compartilhar no Facebook Promova este post no orkut Share to Google Buzz

5 comentários:

Beatriz Verissimo disse...

Adorei. Combina muito comigo.

Tati disse...

Acho que ninguém deveria seguir esteriótipos que não lhe cabem... isso vale para tudo: para a vida, para a literatura, para os nossos gostos!

Léo disse...

Nasci para ser a voz e não apenas os ouvidos.

B. disse...

Muito bacana, também penso dessa maneira. Será que somos mesmo desse mundo?

leandroaleixo disse...

Muito bom!! adoro essas coisas e odeios os iguais!!! Sou como sou,do jeito que sou..gostou!? otimo....!!! adorei seu blog..!!
.Passa la..que volto para seguir..vlwlwl!!!

Postar um comentário

Tem gente que só lê o título da postagem, mas não se dá ao trabalho de ler o restante, aí tem a audácia de vir aqui abaixo e comentar o que não leu. Tem coisa pior? Por favor, quando você for comentar em um dos meus textos, não ler apenas o título.

Pior do que não comentar, é comentar o que não leu.