sábado, 21 de janeiro de 2012

Antítese

Fazer do nada seu tudo, fazer da solidão companhia, fazer do medo a coragem. É me afogar e não morrer, existir e não viver; é fazer da sua tristeza a alegria maior (e única) e da dor consolo. É morrer todo dia e continuar existindo. É renascer das cinzas e continuar abrasado pelo fogo da esperança. Antítese - a palavra que define a vida.




Para adicionar/ver comentários, clicar no título. Obrigado.
E-mail Del.ici.ous BlogThis! Technorati Compartilhe no Twitter StumbleUpon Compartilhar no Facebook Promova este post no orkut Share to Google Buzz

8 comentários:

Jesielle Alves disse...

Lindo texto!
É você mesmo que escreve?
Gostei muito!

http://essencialmente-feminina.blogspot.com/

Trechosetextos disse...

Uma coisa que sempre faço, nunca dou lugar a tristeza na minha vida, o que não me faz bem não tem lugar em mim. Falando em Antítese, tudo tem seu oposto, seu antônimo, a vida realmente é uma antítese. Parabéns pelo texto amigo.

http://textos-e-trechos.blogspot.com/

Guru do Metal disse...

template bem moderno gostei!

http://rocknrollpost.blogspot.com/

Tony Martins disse...

Linda observação... e imagem perfeita

Ana Lucia Nicolau disse...

realmente, faz com que reflitamos sobre os contrapontos da vida

Gesaildo Júnior disse...

Parabéns pelo seu blog, Diogo !!!

Obrigado por ter seguido o meu blog: http:filosofiaevidas2.blogspot.com :)

Excelente trabalho !!!

Viccitor disse...

Muito Bonito. Mas acho que ficaria melhor se colocado em forma de versos.

Abç,

B. disse...

O texto é curto e objetivo. Ele nos leva a imaginar e refletir sobre a vida. Eu, particularmente, tb penso desta maneira. E sim, a palavra antítese, é a mais apropriada pra definir a vida e as situações que ela nos impõe.

Postar um comentário

Tem gente que só lê o título da postagem, mas não se dá ao trabalho de ler o restante, aí tem a audácia de vir aqui abaixo e comentar o que não leu. Tem coisa pior? Por favor, quando você for comentar em um dos meus textos, não ler apenas o título.

Pior do que não comentar, é comentar o que não leu.