domingo, 18 de dezembro de 2011

Pesadelo

Um sonho que se tornou pesadelo antes mesmo de você acordar, um conto de fadas que teve final infeliz antes mesmo do sofrimento acabar. Sonhos, risos e festas são a face de uma nova realidade no antigo sonho que agora é pesadelo, a autossuficiência não é mais capaz de preencher esse vácuo que existe em você. Você contraria a ciência, que diz que não possui vácuo, com o seu coração que não há nem partículas de amor; o que há é a inexistência do que sempre existira. Um cego na escuridão. Você sentou no colo do ego, que o levou para a decadência, suas forças acabaram e você viu que não é um super homem, não tem super forças e nem super poderes. Cinzas: é o que você se resume. A felicidade deve ser muito cara, pois seu dinheiro não a comprou, ao contrário de sua desgraça, que custou pouco. Dinheiro agora não preenche seu ser, bolso cheio - coração vazio. Não dá pra viver num pesadelo, um sonho bom...





E-mail Del.ici.ous BlogThis! Technorati Compartilhe no Twitter StumbleUpon Compartilhar no Facebook Promova este post no orkut Share to Google Buzz

20 comentários:

Camila . disse...

Se diagramasse daria um bom poema, pq já é belamente escrito... e triste.

http://www.papel40kg.com/

Ana disse...

Seu blog é sombrio e me dá medo ...

________________________
Se um dia quiser visite o meu por favor!
http://mundinhodgirls.blogspot.com

Bruno Santos disse...

Um pouco dramático, mas, em certo ponto, bastante atual também... Bem escrito, apesar da sútil confusão do início, bem escrito. Sei que não quiz dizer isso, mas tenha cuidado em tratar com dinheiro, pois boa parte das pessoas tentam colocá-lo como sendo antagônico da Felicidade. No mais parabéns.

http://palavrashermeticas.blogspot.com/

Johnny Júnio disse...

Segundo o exemplos dos seus outros textos, muito bom!!!

Entre sonhos e pesadelos já estive, veja lá se quiser e puder:
http://semprelesstack.blogspot.com/2011/06/entre-sonhos-e-pesadelos.html

Continue escrevendo assim, que continuarei lendo...
Até mais

Cayo Nauan Siqueira disse...

preciso nem dizer... achei incrível, e principalmente a forma como esse blog é um mergulho em sentimentos particulares. Muito bom!

Bárbara ELza Pereira disse...

A obscuridade também pode ser bela. Triste, frio, obscuro, mas lindo e com muito fundamento !


http://reaprendendoaserbrasileira.blogspot.com/2011/12/comecando-pelos-finalmentes.html
acabadinho de sair do forno :).

Bárbara Elza.

Anna disse...

Acho que vc tematizou um assunto importante e real, no mundo capitalista de hoje. Parabéns.

Wagner Noya disse...

muito, muito legal

Vinicius Trovao disse...

é vc que escreve? parabéns, está mt bom!!
Dinheiro realmente nao compra felicidade

Sabe tudo sobre animais? você já ouviu falar de finning com tubarões? Já viu um macaco com nariz gigante? Não?
Então venha nos visitar
http://bichosnafloresta.blogspot.com/

Mia Sodré disse...

Você escreve tão bem... Sei como é a sensação que a personagem do texto sente, de ser vazia, de não ter nada no coração. Sinto isso há algum tempo. Não é a melhor coisa do mundo. Mas creio que isso passa, preciso acreditar que sim.
Amei seu texto. *-*
Bjo.

http://miasodre.blogspot.com/

 Jéssica Salles disse...

Nossa, ótimo texto! Pelo teor bem profundo, tocou bem fundo nos meus sentimentos mais ocultos, e reafirmou o que talvez todos saibam.. que felicidade não se compra!

Seguindo você *-*
Depois da uma passadinha no meu tbém ~

http://1alguemcomovoce.blogspot.com/

Beijokaas ~

M.alves disse...

Valeu pela visita, e parabéns pelo post!

Bruno Costa disse...

Bem pessimista o texto, embora existam milhares perdidos nessa maré alta, ou seria uma tsunami, chamada mundo contemporâneo. Sobrevivo ainda, de pão e paixão. Até o vazio, por incrível que pareça, é apenas ilusão.

May Galdino disse...

Tive uma sensação parecida hoje!
=/

Rejane Ferreira disse...

Mto bem escrito, pena ser tão pra baixo, mas momentos assim tb fazem parte da vida. Parabéns!

Visita? http://rejane-ferreira.blogspot.com/

Abraços! =)

Aline Marques disse...

Nossa, você escreve muito bem. Tá de parabéns! Realmente dinheiro não compra a felicidade que precisamos. Nem todo o dinheiro do mundo vai comprar o amor, por exemplo.

fotografiasalinemarques.blogspot.com Um blog de fotografia para amantes, amadores e profissionais.

reinaldo del trejo disse...

As vezes sofremos antes mesmo de o ato ser consumado, como se estivéssemos prevendo algo ruim para nós mesmos.
Chega um momento em que a solidão não é mais o suficiente para nós, ai buscamos conforto em alguém ou em algo, acredito até que isso seja uma necessidade humana, uma necessidade possessiva de estarmos junto com alguém.
Não temos nada de especial, como super poderes ou coisa do tipo, mas temos um poder que supera qualquer outra coisa, que é a capacidade de amar, e isso é diferente de qualquer outra coisa.
Cabe a qualquer um pensar por si, o que deve ser feito.

Visite meu blog

http://reinaldodeltrejo.blogspot.com/

Abraço

Lucas Ribeiro disse...

Seguido.......


http://www.skinnysfromhell.co.cc/

IzaCarrion disse...

Incrível. Não canso de dizer como o blog é bom, e me refiro aos posts.
Parabéns
http://prooximaparada.blogspot.com

Emmanuella Stella disse...

Realmente muitas coisas na nossa vida que antes era um sonho vira um pesadelo ,nem dinheiro de vez em quando nos salva ,como diziamos na sala de aula o dinheiro não compra felicidade mas pode proporcionar uma alegria passageira

Postar um comentário

Tem gente que só lê o título da postagem, mas não se dá ao trabalho de ler o restante, aí tem a audácia de vir aqui abaixo e comentar o que não leu. Tem coisa pior? Por favor, quando você for comentar em um dos meus textos, não ler apenas o título.

Pior do que não comentar, é comentar o que não leu.