quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Não é que eu seja forte

não é que eu seja superior em suportar tantas aflições, é que lá no fundo tem uma voz que diz: "não desista, coração valente você não pode parar", lá na minha memória, onde eu nem lembrava que existia, tem lembranças únicas que só eu sei. Lá no fundo dos meus olhos tem um brilho que acende cada vez que eu choro e meu sorriso ainda tem a força de contagiar muita gente, esse é o motivo. Não é força. É fé, é amor, é esperança, é paz.



E-mail Del.ici.ous BlogThis! Technorati Compartilhe no Twitter StumbleUpon Compartilhar no Facebook Promova este post no orkut Share to Google Buzz

10 comentários:

Madonna Cardoso disse...

Olá.

Adorei o texto, com certeza precisamos de força e determinação em tempos tão remotos!

Seguindo seu blog, segue o meu?

www.ameninaquesacudiapalavras2.blogspot.com

Um beijo!

blogdopr disse...

Boa tarde,gostei do seu blog cara.O seu texto está d+ cara parabéns passa no meu blog tb
http://blogdopr-livroselivros.blogspot.com/

Juliana Marques disse...

Sempre vamos precisar de força e determinação, mas vamos precisar ainda mais é de FÉ!
Adorei o post.
Beijos :)

Anderson J. disse...

inspirador o seu texto, muito bom mesmo!

obrigado pela visita no erros e acertos!

M.alves disse...

Muito motivador seu texto, parabéns e obrigado pela visita.

Only Films disse...

mto bom parabens. gostei mesmo

Jacqueline disse...

Gostei do texto.Parabéns pelo blog!

Hélvio Caldeira disse...

Lindo blog! Seu blog é do mesmo gênero que o meu, passa lá? http://terapiacompartilhada.blogspot.com/

Alternativa teen disse...

Ter força e seguir em frente sem olhar para o pasado !
http://alternativateen.blogspot.com/

kbritovb disse...

apesar de não seguir nenhuma religião
acho incrível a força e motivação que ela da para as pessoas

Postar um comentário

Tem gente que só lê o título da postagem, mas não se dá ao trabalho de ler o restante, aí tem a audácia de vir aqui abaixo e comentar o que não leu. Tem coisa pior? Por favor, quando você for comentar em um dos meus textos, não ler apenas o título.

Pior do que não comentar, é comentar o que não leu.