sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Não gosto de meias palavras, nem de meias verdades, meio amor, meio viver,  pois corro o risco de me tornar "meio homem". Gosto de coisas que me fazem perder o fôlego, que me surpreendam; nada mais ou menos, nem quase e nem segundo lugar. Eu quero algo diferente, nem que seja chamado de ridículo pela sociedade; Eu quero que minha carne trema, eu quero desafiar e ser desafiado eu quero ver bem mais do que os olhos podem ver, eu quero ir além.
E-mail Del.ici.ous BlogThis! Technorati Compartilhe no Twitter StumbleUpon Compartilhar no Facebook Promova este post no orkut Share to Google Buzz

12 comentários:

O Despertar de um sonho disse...

Muito bom! Apesar da leitura se tornar dificil. aceita uma sugestão? acho que deveria trocar o fundo, para tornar o texto mais evidente e mais convidativo.
Estou te seguindo, quando der da uma passada lá
http://odespertardumsonho.blogspot.com/

Gavriel Alon disse...

também, as coisas que nos surpreende são melhores doq a que esperamos!!

Ricky Oz disse...

Concordo com o cara sobre a letra e o fundo. E concordo com o texto tambem, a unica que vale a pena ser meio é o copo ser meio cheio.

http://rickyoz.blogspot.com/

Karla Hack dos Santos disse...

Ser verdadeiro é essencial!
Bela reflexão!

;D

Cicero Edinaldo disse...

adorei o texto! ele parece muito comigo.sempre estou atras do novo, do diferente, do desconhecido. sou um eterno aprendiz. um eterno descobridor de sonhos. blogestarcomvoce.blogspot.com

Juliana Borges de Almeida disse...

Me vi nesse texto...amei, sou assim.
Se quiser visitar meu blog é www.simplesmentejuly.blogspot.com
Parabéns, vou te seguir.bjos

Lucas Adonai disse...

Muito legal :D

hrdoblush disse...

muuiito bommm
adooreii

http://www.hrdoblush.com/

Heitor Evo disse...

meio nunca é bom

é sempre bom por inteiro para ver realmente no q vai dar

unica excessão é a meia entrada no cinema, metade do preço no que vai comprar, mas essa piada ja tiraria a profundidade do poema hehe

Blog UaiMeu! disse...

linda reflexão...
abraços

O que vem na minha mente... disse...

Não basta apenas nos contentarmos com o "meio termo", pois a felicidade encontra-se nos extremos, na intensidade, e é lá que esquecemos de procurá-la com medo de textarmo-nos, por isso muitos são infelizes...
Abraço

João Batista de Lacerda disse...

Querer ir além já é um bom começo.

Postar um comentário

Tem gente que só lê o título da postagem, mas não se dá ao trabalho de ler o restante, aí tem a audácia de vir aqui abaixo e comentar o que não leu. Tem coisa pior? Por favor, quando você for comentar em um dos meus textos, não ler apenas o título.

Pior do que não comentar, é comentar o que não leu.